IMAGEM FM
Câmara de Pinhel aprova orçamento de 26 milhões para 2021

O município de Pinhel aprovou o Orçamento para 2021 no montante de 26 milhões, que inclui vários investimentos estruturantes, tendo as empresas e as famílias como prioridade.

Para o presidente da Câmara, Rui Ventura, trata-se de «um orçamento arrojado e a pensar no futuro» do concelho, «que vem dar continuidade ao projeto iniciado há sete anos. Contempla vários os investimentos estruturantes, como a ampliação da Zona Industrial, a construção da Avenida Cidade do Vinho e Centro Intermodal (ponto de interface entre um Parque TIR e uma área de circulação pedonal). A construção da nova Biblioteca Municipal, do Centro de Bem-Estar Animal, do projeto “Ver e Sentir o Falcão” (que integra a construção da falcoaria e de um conjunto de miradouros ao longo do rio Côa) e o Parque de Caravanismo são outros dos projetos previstos.

Segundo Rui Ventura, «quanto mais adiantados e preparados estivermos, em melhores condições estaremos de aproveitar as oportunidades que possam vir a surgir, tanto mais com o benefício de termos uma execução de 97,5 por cento dos projetos que vimos aprovados, o que mostra responsabilidade e dá maturidade aos projetos que apresentaremos no futuro».

Obras de Catarina Flor e Nuno Aparício para ver no Museu da Guarda

O Museu da Guarda inaugurou duas exposições dos jovens artistas guardenses Catarina Flor e Nuno Aparício na galeria de arte Evelina Coelho, no Paço da Cultura.

As mostras resultam da Bolsei-Arte, uma iniciativa de apoio à experimentação artística promovida pelo Aquilo e pela empresa 02S, em parceria com o programa Incentiv[Art], a incubadora de projetos artísticos dinamizada pela Câmara da Guarda. Em “Cres(Ser)”, Catarina Flor explora questões do foro ontológico e das respostas obtidas extraiu «uma introspeção entre o que é estar vivo e o que é o Ser». Por sua vez, Nuno Aparício apresenta um trabalho de pintura interativa baseado no diálogo entre tecnologia e arte. Assim, em “Experiência Interativa com a obra artística”, o público poderá relacionar-se com as obras expostas através de uma narrativa auxiliar. As duas exposições ficam patentes até 22 de janeiro de 2021.

Neve corta estradas na serra da Estrela

O IPMA prevê para hoje “aguaceiros, sendo de neve acima de 1.400/1.600 metros no Norte e Centro, descendo gradualmente a cota para 600/800 metros”.

As estradas de acesso ao maciço central da serra da Estrela estão hoje de manhã encerradas devido à queda de neve e às condições climatéricas adversas, disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Castelo Branco.

Segundo a fonte, às 09h20, apenas se encontrava transitável o troço Covilhã/Piornos.

A circulação estava proibida nos troços Piornos/Cruzamento da Torre, Cruzamento da Torre/Torre e Cruzamento da Torre/Lagoa Comprida, Lagoa Comprida/Sabugueiro, Sabugueiro/Cruzamento de Gouveia/Penhas Douradas/Manteigas e Manteigas Covilhã, não havendo previsões quanto à reabertura.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê para hoje “aguaceiros, sendo de neve acima de 1.400/1.600 metros no Norte e Centro, descendo gradualmente a cota para 600/800 metros”.